Simpósio de Controle de Qualidade do Pescado integra programação da Asian & Japan Food Show

VII SIMCOP, realizado pelo Instituto da Pesca, acontece pela primeira vez na cidade de São Paulo. Inscrições podem ser feitas diretamente no site do simpósio.

O Instituto de Pesca (IP), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, realiza entre os dias 9 e 11 de outubro o VII Simpósio de Controle de Qualidade do Pescado (SIMCOPE), que este ano terá como tema central “Estratégias para aumentar o consumo de pescado”.

Pela primeira vez, o evento, promovido pela Unidade Laboratorial de Referência em Tecnologia do Pescado do IP, será realizado em parceria com a Asian & Japan Food Show – Feira de Pescados e Gastronomia Asiática, no Pavilhão Amarelo da Expo Center Norte, em São Paulo.

De acordo com Érika Furlan, pesquisadora do IP e integrante da comissão organizadora do Simpósio, para aumentar o consumo de pescado são necessárias ações que visam à garantia da qualidade do alimento em toda a cadeia produtiva, desde a captura ou colheita do pescado até o prato do consumidor. Pensando nisso, as atividades do SIMCOPE foram planejadas com o objetivo de oferecer uma gama de orientações para os participantes.

“O SIMCOPE tem como principal meta congregar a cadeia produtiva, atualizando o público sobre temas relacionados à qualidade, tecnologia, mercado e consumo do pescado, bem como, estimulando discussões que tragam respostas para minimizar os gargalos deste setor e que agreguem valor ao pescado”, comenta Érika.

Segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o consumo mundial de peixes teve um aumento significativo nos últimos dez anos, gerando crescimento da indústria de pescado. O Brasil seguiu a tendência de alta no consumo, aproximando-se dos 12 kg per capita de pescado ao ano recomendados pela organização. O relatório mais recente da FAO sobre o assunto destaca ainda a importância da inclusão de peixes na dieta, que já representam quase 17% do consumo de proteína no planeta.

Além de palestras e debates, ao longo dos três dias de evento serão ministrados minicursos voltados à gastronomia japonesa, embalagens e sanidade na aquicultura. Este último, busca instruir os participantes no reconhecimento das características necessárias à produção de peixes inócuos, ou seja, que não causam danos ao homem.

Na edição deste ano, os trabalhos científicos recebidos e aprovados pela comissão científica do VII SIMCOPE serão exibidos durante o simpósio em forma de e-pôster, podendo concorrer a uma publicação, na íntegra, em edição especial do Boletim do Instituto de Pesca que reunirá os 15 melhores trabalhos.

Os interessados em participar do evento podem ver a programação completa dos três dias e fazer a inscrição diretamente no site VII SIMCOPE: www.simcope.com.br.

Juntamente com o VII Simpósio de Controle de Qualidade do Pescado (SIMCOPE), a Asian & Japan Food Show vai abrigar a Copa Brasil Best Sushiman, etapa brasileira inédita de classificação para a World Sushi Cup, no Japão; o Fórum de Gastronomia Asiática, um espaço para debate e aprendizado de temas atuais e relevantes do setor; o Seminário de Gestão de Temakerias e Restaurantes Asiáticos, encontro para profissionais e investidores que pretendem iniciar seu negócio; e as Oficinas de Gastronomia Asiática, ministradas por chefs, especialistas, professores e empresários que ensinam como preparar desde o tradicional sushi até culinária tailandesa, bebidas e confeitaria.

Na área de exposição, empresas de alimentos, pescados, massas e chás, acessórios de cozinhas, ambientação e administração oferecem seus produtos e serviços a um público formado por proprietários e funcionários de restaurantes, buffets e hotéis, supermercadistas, lojistas, atacadistas e distribuidores, chefs e sushiman, nutricionistas, professores e estudantes de gastronomia e outros profissionais do segmento.

Pin it